avcılar escort istanbul escort beylikdüzü türbanlı escort Perguntas Frequentes – Covid-19 | Portal da Transparência beylikdüzü escort istanbul escort beylikdüzü escort avcılar escort istanbul escort bahçeşehir escort istanbul escort
izmit escort escort izmit

Perguntas Frequentes – Covid-19

Perguntas frequentes

O uso de máscaras é OBRIGATÓRIO na cidade. Além disso, todos devem fazer a higienização das mãos com água e sabão ou álcool gel, e evitar contato com mucosas de nariz, boca e olhos. São cuidados simples, importantes e que devem ser diários para prevenir qualquer tipo de doença.

Valem as dicas básicas de cuidados de prevenção e prestar atenção em eventuais sinais ou sintomas. Caso aconteça, é fundamental procurar a unidade de saúde do seu bairro.

Até o momento, não. No entanto, cientistas ao redor do mundo e no Estado de São Paulo, como as equipes do Instituto Butantan, já iniciaram pesquisas para desenvolvimento de vacina. Ainda é precoce indicar se e quando ela estará disponível.

Os sinais e sintomas clínicos são principalmente respiratórios, semelhantes aos de um resfriado comum. Podem também causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. Os principais sintomas são: febre, tosse, coriza e dificuldade para respirar.

Não existe remédio específico. O tratamento é baseado no quadro clínico da pessoa. É indicado repouso e consumo de bastante água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso, como, por exemplo, uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos), uso de umidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garganta e tosse.

Período de incubação consiste no intervalo entre a data de contato com o vírus até o início dos sintomas. No caso do COVID-19, já se sabe que o vírus pode ficar incubado por até duas semanas (14 dias), quando os sintomas aparecem desde a infecção.

As investigações sobre transmissão do novo coronavírus ainda estão em andamento. Neste momento está estabelecida transmissão por contato com secreções. A transmissão pode ocorrer de forma continuada, ou seja, um infectado pelo vírus pode passá-lo para alguém que ainda não foi infectado. A transmissão costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como: gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão com pessoa infectada, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

O óbito pode ocorrer em virtude de complicações da infecção, como por exemplo, insuficiências respiratórias. Os dados mais recentes da OMS (Organização Mundial da Saúde) indicam taxa de letalidade de 2 a 3% dos casos confirmados.

As principais dicas são:

  • Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal
  • Evitar tocas mucosas de olhos, nariz e boca
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal
  • Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado
  • Lavar as mãos por, pelo menos, 20 segundo com água ou usar antisséptico de mãos à base de ácool
  • Deslocamento/viagens não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente
  • Quem viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), além de evitar a circulação em mercados de animais e seus produtos

Desenvolvido por Assessoria de Comunicação